História de “O LAR DO COMÉRCIO”

É em 26 de Junho de 1936, com a aprovação do Estatuto por alvará do Governo Civil do Porto, que surge “O LAR DO COMÉRCIO”, Instituição Privada de Solidariedade Social. A criação desta Obra visava assegurar aos profissionais do comércio, no termo duma longa vida de labuta, uma velhice mais feliz. De início na Rua dos Bragas, albergando 6 Hóspedes e mais tarde, em 1939, na Praça da República já com 60 idosos. Na prossecução da resposta aos objectivos que haviam presidido à sua fundação, em 1951, é celebrada a escritura da compra da quinta de Catassol e erguida a 1a. fase, em Outubro de 1954, para 150 Hóspedes.
 
Em Dezembro desse ano, foram transferidos para ali os Hóspedes que residiam no  edifício da Praça da República. No ano de 1969, reconhecendo-se a necessidade de melhorar as condições habitacionais, a qualidade de vida dos residentes e aumentar a capacidade de resposta, iniciou-se o projecto da construção da 2a. fase da Casa de Repouso. É em 1976 que se inaugura este imóvel com capacidade para cerca de 300 Residentes.
 
Na sequência do desenvolvimento da Obra, foram ainda criados um Centro de Dia, o Serviço de Apoio ao Domicílio (o primeiro em Portugal), uma Creche/Jardim de Infância e Salas de Actividades de Tempos Livres.
 
Actualmente a Direcção, sob a presidência de José Fernando Moura, tem vindo a proceder a melhoramentos nomeadamente na área de apoio a utentes dependentes (70 camas) e serviço de saúde.
 
A construção de um novo edifício, onde se instalaram a terapia ocupacional e a biblioteca, tendo outra área sido transformada em museu, constituíram outras realizações desta Direcção que, em 2007, concluiu ainda a construção de um novo equipamento destinado às valências de Creche, Jardim de Infância e Centro de Actividades de Tempos Livres.
 
“O Lar do Comércio” tem actualmente cerca de 300 Idosos Residentes, 40 utentes em Centro de Dia, 80 em Apoio Domiciliário, cerca de 175 crianças em Creche e Jardim de Infância, e ainda alguns praticantes de Equitação (Adaptada, Terapêutica ou de Lazer) num quipamento destinado à prática da actividade equestre por todos os que pela mesma se interessarem, sejam utentes, educandos ou funcionários da Instituição, ou mesmo pessoas externas à mesma.
Para mais informações não hesite em contactar-nos:


Enviar-me uma cópia.